O que é um banco de dados relacional?

Relacionamentos são tão importantes quanto características individuais

Exemplo prático

Bancos de dados relacionais são uma forma de conectar dados e estabelecer um relacionamento entre eles. Ou, simplesmente, definindo como um bloco de informações se relaciona com outro.

Para mostrar o significado disso de maneira mais prática, vamos a um exemplo simples:

Se observarmos a tabela Clientes abaixo, podemos ver que é uma tabela simples e totalmente independente. Ou seja: não tenho informações além do que estou vendo na tabela.

19161916

Uma tabela simples sem informações relacionadas.

No entanto, certamente há informações mais importantes sobre um cliente do que suas informações de contato. Se formos uma startup SaaS, por exemplo, podemos ter planos diferentes que os clientes podem assinar. Se for esse o caso, podemos adicionar um campo do tipo "lista" chamado "Plano" para indicar isso. Ficaria algo assim:

19201920

Uma tabela de clientes e seu plano escolhido.

A princípio pode parecer que resolvemos nosso problema, mas há uma coisa que ainda temos que levar em conta: as características dos próprios planos. É claro que poderíamos adicionar mais campos (como preço, número máximo de usuários, recursos), mas isso não seria ideal por dois motivos:

  1. Eu teria que anotar desnecessariamente as mesmas informações muitas e muitas vezes: todos os clientes com o plano Smart, por exemplo, teriam exatamente os mesmos recursos e eu teria que copiá-los toda vez que adicionasse um novo cliente ao nosso banco de dados;

  2. É muito fácil errar e muito difícil de corrigir: porque tenho que inserir todas as informações manualmente todas as vezes, a chance de erro humano aumenta exponencialmente. Além disso, se eu alterar alguma característica de um plano (digamos, preço), terei que editar cada cliente manualmente, aumentando a chance de algo dar errado.

No entanto, um banco de dados relacional me permite fazer outra coisa: conectar tabelas. Eu poderia, por exemplo, criar uma tabela separada para Planos:

19191919

Uma tabela separada para Planos.

E então *conectar a tabela Clientes à tabela Planos para indicar esse relacionamento usando um campo "Conectar tabelas", que ficaria assim:

800800

Conectando um cliente a um plano escolhido.

Além de poder escolher entre os planos em meu banco de dados, posso clicar no plano diretamente no cadastro do cliente e ver as informações do plano. Como estabeleci o relacionamento entre cliente e plano, agora tenho acesso direto às informações caso queira usá-las (seja para uma rápida olhada pela interface ou para automações).

Agora, a forma como construímos o relacionamento acima é que cada cliente pode apontar/conectar-se a um plano. Então, o que acontece se mais vários clientes escolherem o mesmo plano?

Esta informação também está disponível através da tabela de planos. Se eu abrir o plano "Smart", por exemplo, posso ver facilmente quais clientes são assinantes desse plano específico:

800800

Usando a parte Conectada da interface do usuário para verificar o relacionamento entre as tabelas.

Como isso me ajuda?

O que os Bancos de Dados Relacionais fazem é permitir que você crie essas conexões de uma maneira que você possa organizar e usar melhor os dados. Tradicionalmente, seria necessário codificar esses relacionamentos ao projetar um processo, mas o Jestor permite criá-los por meio da interface do usuário com apenas alguns cliques.

📘

Entendendo os dados conectados

Se você quiser saber mais sobre como usar efetivamente bancos de dados relacionais para construir processos, recomendamos que você leia as Três Leis da Construção de Processos: https://jestor.com/pt/blog/jestor/da-pareidolia-ao-processo-as-3-leis-de-construcao-de-processos/


What’s Next